Dúvidas Frequentes

O que é o Tarô?

Tarô é um sistema de 78 cartas, surgido na Europa, durante a Idade Média. Durante muito tempo foi utilizado de forma lúdica, tendo depois adquirido a utilidade de oráculo. Portanto, não veio do Egito, nem foi trazido por ciganos. Não tem relação direta com cabala, alquimia, numerologia, astrologia ou magia.
É preciso fé para ler o Tarô?
 

Não. O Tarô não tem moral, nem está ligado à espiritualidade de forma direta. Por isso, qualquer pessoa pode lê-lo, não importando sua crença religiosa ou total descrença. Um ateu, por exemplo, pode desfrutar dos mesmos benefícios que alguém mais espiritualizado.

Por que a consulta é paga?
Como qualquer outra profissão, o ofício de tarólogo (que hoje está regulamentado pelo Ministério do Trabalho) se constrói sobre estudos, experiência e custos administrativos. De modo geral, o tarólogo vende seu tempo e conhecimento ao consulente, como o faz um médico, psicólogo ou advogado. Além disso, por não se tratar de religião, caridade ou dom místico, necessita de recursos materiais para ser executado.
O que se pode ver numa consulta?
Principalmente o presente expandido do consulente (meses para trás, meses a frente), seus sentimentos e pensamentos, assim como os de outras pessoas. A consulta pode ser, portanto, tanto preditiva quanto de autoconhecimento.
 
O que não se pode ver numa consulta?
Os assuntos que não são vistos são diagnósticos médicos, infidelidades amorosas, nomes de pessoas e lugares, localização de objetos, pessoas ou animais perdidos, previsões de morte e jogos de azar. Aconselha-se também evitar perguntas movidas por simples curiosidade, principalmente quando se referem a outras pessoas, pois isso fere a privacidade delas.
 
As previsões são exatas?
O Tarô mostra aquilo que é real no presente e suas futuras consequências. Porém, como o consulente está tomando consciência do que lhe acontece, podendo se prevenir e seguir os aconselhamentos dados, automaticamente algumas das questões vistas poderão ser modificadas. Assim, por não haver destino fixo, as previsões não tem como ser 100% exatas, embora se deva esperar por uma precisão maior de 70% nas consultas.
 
Qual deve ser o tempo entre uma consulta e outra?
Se for sobre o mesmo tema, pelo menos um mês.
 
Qual a diferença entre as consultas?
As via chat são para quem prefere tirar as dúvidas na hora. As por email, para quem gosta de ter o registro escrito para futuras leituras e/ou que não tenha disponibilidade para a consulta ao vivo.
 
A consulta é presencial?
Eu dou preferencia as consultas Online em segundo as presenciais. As presenciais são feitas por agendamento no inicio de cada mês, seguindo ordem e fila e espera. . 
 
Quais os chat utilizados?
Facebook, Skype, Whatsapp e Gtalk.
 
A consulta online tem áudio e/ou video?
Apenas uma consulta, para explicação da leitura. Por experiência própria, este modo tem sido mais eficiente para mim e para os consulentes. Um dos principais motivos é o registro das consultas para posterior tiragem de dúvidas, assim como maior clareza nas respostas.
 
Você faz amarrações, feitiços, simpatias?
Não. O ofício de Tarólogo não tem relação direta com magia ou espiritualidade. Embora alguns profissionais misturem mediunidade e outras práticas a suas consultas, isso não é regra ou necessidade. Nas consultas presenciais, dependendo do caso passo um tratamento espiritual, mas somente se eu sentir necessidade e intuição para isso.